Nov 20, 2018

Civilization VI: Gathering Storm anunciado, lançamento para PC em 14 de fevereiro

[YouTube trailer embed]

Com lançamento para PC Windows em 14 de fevereiro de 2019, Civilization VI: Gathering Storm adiciona novas tecnologias avançadas, projetos de engenharia, o Congresso Mundial que os fãs tanto gostam e introduz um ecossistema vivo com eventos climáticos que podem ser favoráveis ou desafiar o seu império em ascensão. Civilization VI: Gathering Storm também adiciona oito civilizações, nove líderes, sete maravilhas do mundo e uma variedade de novas unidades, distritos, edificações, melhorias e mais.

Uma palavra do desenvolvedor

Eu sou Ed Beach, designer de jogo do Civilization VI, e falarei sobre algumas das mudanças interessantes que vocês podem aguardar na próxima expansão do Civilization VI.

Nosso mundo está cheio de histórias ricas de grandes impérios, explorações, sobrevivência e espírito humano. Nós sempre conseguimos capturar muito disso na franquia Civilization, mas a história da humanidade no jogo não estaria completa sem o impacto que um planeta em constante mudança tem sobre os povoados e as marcas que deixamos para trás na Terra. Esse foi o tema principal que queríamos explorar no Civilization VI: Gathering Storm.

Vulcões, tempestades e inundações – caramba!

Nesta expansão, as forças da natureza estão soltas para dar vida ao mundo de uma maneira que você nunca viu. Nós sempre tivemos as várzeas no jogo, mas sempre achei um pouco decepcionante elas serem totalmente estáticas. Agora não mais! Nós expandimos as áreas inundáveis para incluir painéis de pradarias e planícies ao lado de rios para que esses vales possam potencialmente oferecer ganhos incrivelmente altos. Assim, colonizar esses painéis ainda será atrativo, mas também apresentará riscos. Os rios inundarão periodicamente, causando dano às estruturas nos painéis inundáveis. Mas não se preocupe, há um lado positivo!  Primeiro, você pode minimizar os efeitos com o nosso novo distrito de Represa. Segundo, após reconstruir, você poderá aproveitar o solo mais rico e fértil de alguns dos painéis melhorados pela inundação. Eu adoro a maneira que isso funciona: ao longo da história, civilizações cresceram e prosperaram em locais perigosos, como próximos a vulcões e em vales de rios. Agora você terá essa mesma experiência de alto risco e alta recompensa ao decidir onde se estabelecer na sua próxima campanha do Civilization.

Outro efeito ambiental interessante é a adição dos vulcões. Eles oferecem o mesmo alto risco e alta recompensa das inundações, com erupções ocorrendo periodicamente.  Quando você vê o magma descendo a encosta de um deles, você sabe que os painéis adjacentes sofrerão dano. Porém, existem os benefícios a longo prazo, com os ganhos provenientes do solo vulcânico renovado. Nós também pudemos usar os vulcões para adicionar um nível de realismo à geração de mapas. Nós sempre tivemos continentes no Civilization, mas a geologia não correspondia necessariamente ao que se espera em suas divisões. Nós atualizamos isso para que vocês vejam as cordilheiras características das divisões continentais, além de vulcões e fissuras geotérmicas. Nós também pegamos os vulcões que já tínhamos no nosso sistema de maravilhas da natureza e os deixamos mais poderosos.

Ao adicionar mais importância a esses elementos geográficos, nós achamos que deveria haver uma maneira de identificá-los. Isso inspirou a adição de nome a eles. Assim, toda vez quem um novo elemento (rio, vulcão, cordilheira ou deserto) é descoberto, ele recebe o nome de acordo com a civilização que o descobriu. Por tanto, se o Egito começar em um rio, este será oficialmente nomeado "Rio Nilo". Claro, isso se complica quando uma civilização como os Países Baixos descobre um vulcão. Neste caso, ele será nomeado de acordo com uma civilização que não esteja presente na partida. Isso acaba se tornando uma fonte de curiosidades e conhecimento ao jogar. Além disso, quanto mais conhecimento você tiver sobre rios e montanhas, mais pistas você terá sobre quais civilizações estão presentes na partida.

Durante o desenvolvimento de Gathering Storm, após colocarmos os vulcões e as inundações para funcionar, percebemos que o mundo não estaria realmente vivo sem algum tipo sistema de clima. Assim, nós adicionamos secas e quatro tipos diferentes de tempestades para espalhar o risco de sofrer um desastre natural por todo o mapa. E nos divertimos adicionando alguns impactos históricos que você deve imaginar que as tempestades acarretam. Com isso, agora temos furacões que podem afundar navios no mar, tempestades de areia varrendo desertos e sufocando cidades próximas, e nevascas em terras russas que são particularmente perigosas para exércitos invasores. Apesar de todas as tempestades poderem causar estrago, tempestades de areia e furacões podem ser valiosos para adicionar fertilidade aos painéis afetados.

Adaptação é a alma do negócio

Mas, apesar da Terra possuir muitos desafios, a humanidade continua se adaptando. O distrito de Represa que mencionei acima é um dos primeiros exemplos históricos do nosso trabalho para dominar o poder e a imprevisibilidade da natureza. Finalizar uma represa em uma cidade é ótimo. Ela oferece à cidade um bom reservatório que impulsiona a habitação e os serviços. (Com o passar do tempo, você poderá adicionar uma hidroelétrica à represa para gerar eletricidade limpa como parte do sistema de energia adicionado com o Gathering Storm.)

O que nos leva a algo que sabemos que os fãs queriam muito: a adição do distrito de Canal. Isso é algo que sempre nos pedem e que agora será realizado com esta expansão. Esta adição está dividida em três partes. Primeiro, nós consideramos o uso que os jogadores fazem de cidades em istmos de um painel de espessura (o que nossos fãs chamam de "cidades-canais") e o reconhecemos oficialmente aplicando uma representação visual específica a elas no mapa (exibindo canais navegáveis pelas cidades). Segundo, a introdução do distrito de Canal. Esse é outro painel que possibilita navegação. Como ele pode se conectar às cidades, você pode usar dois deles ao redor de um centro de cidade para criar um caminho de 3 painéis entre corpos de água. Mas por que parar aí? A equipe do Civilization VI sempre ouviu falar em "um homem, um plano, um canal, Panamá", então consideramos primordial ter a maravilha "Canal do Panamá". Existe uma conquista em Gathering Storm por criar uma via navegável de 7 painéis usando distritos de Canal, cidades e esta maravilha em conjunto.

E as nossas melhorias de engenharia civil não param por aqui.  Em Gathering Storm, você também poderá criar túneis nas montanhas e ferrovias. São mais possibilidades de virar o mapa a seu favor e garantir que existam maneiras eficientes de deslocar unidades e mercadorias entre os seus impérios!

Evitando um grande erro

Claro, as coisas nem sempre são fáceis assim e existem conflitos entre a humanidade e o nosso planeta.  Assim, introduzir o aquecimento global e as mudanças climáticas fazia sentido em uma expansão focada nas interações com o planeta. Isso também casa bem com o nosso objetivo de adicionar profundidade à segunda metade do jogo. Nós achamos que um jogador não deveria existir separado do mundo jogo. Queríamos uma relação entre os dois em que cada turno e cada decisão tivesse impactos duradouros e globais.

Em Gathering Storm, você pode usar o sistema de energia para melhorar a eficiência de algumas das edificações do fim de jogo. Existem recursos estratégicos que podem ser queimados para obter combustível (carvão, urânio, petróleo), mas isso provoca efeitos adversos nos níveis de CO2 e influencia a temperatura global do planeta. Isso aumenta as chances de inundações e tempestades, as calotas polares podem derreter e o nível do mar pode subir. Ao estabelecer cidades costeiras, é importante ficar de olho no risco do aumento do nível do mar, caso você ou seus vizinhos se tornem dependentes desses recursos estratégicos para obter energia. Mas pesquisas adicionais oferecerão opções alternativas: energia geotérmica, parques eólicos, fazendas solares e mais.

Quem sabe não podemos resolver isso juntos?

Muitos fãs vêm pedindo por uma Vitória Diplomática e não podíamos adicionar isso sem ter algum tipo de Congresso Mundial, então adicionamos os dois. Em Gathering Storm, o Favorecimento é uma nova forma de moeda para acompanhar a sua boa vontade diplomática. Ele serve como poder de voto no Congresso Mundial para fazer com que a comunidade global adote suas ideias. Por outro lado, nós substituímos a Belicosidade pelas Mágoas. Isso funciona como um cabo de guerra entre dois jogadores: se você já sofreu algum ataque surpresa e revidou tomando algumas cidades, acho que gostará de como esse sistema foi atualizado. Os outros líderes agora são suscetíveis a considerar este tipo de contra-ataque totalmente aceitável.

No Congresso Mundial, você poderá usar Favorecimento para votar em Resoluções, regras do congresso que duram até a próxima reunião do Congresso Mundial. Elas são escolhas entre efeitos positivos e negativos e possuem alvos específicos. Por exemplo, você pode votar para banir peles ou o desmatamento, ou todos os jogadores podem escolher banir a construção de mais edificações em um determinado distrito. O Favorecimento também é útil para fazer a comunidade global patrocinar competições mundiais, como feiras mundiais, jogos mundiais, ajuda humanitária e emergências, e cada uma dessas competições possui recompensas diferentes.

Como isso se conecta à Vitória Diplomática? Além dos votos periódicos para a posição de líder mundial, o que gera pontos para a condição de vitória, você também pode receber pontos para esta vitória vencendo competições de ajuda humanitária ou prêmios Nobel da Paz. Você precisa se tornar a civilização queridinha dos outros líderes para vencer o jogo através dessa vitória.

Prevendo o futuro

A equipe de design conseguiu fazer algo um pouco diferente no Gathering Storm e adicionou uma nova era de tecnologias e cívicos, incluindo tecnologias especulativas. Como não podemos prever o futuro, nós decidimos que não haveria um caminho definido nesta era, mas sim novas ramificações nas árvores que teriam um pouco de aleatoriedade. Ainda não posso oferecer detalhes específicos, mas posso confirmar que sim, nós temos novos itens desbloqueáveis nessas últimas eras que dão uma mexida nas vitórias de Ciência, Cultura e Dominação de maneiras divertidas.

Quem está chegando?

Eu poderia ficar horas falando sobre os novos sistemas do Civilization VI: Gathering Storm, mas seria negligência da minha parte não mencionar que temos novos líderes e civilizações legais que revelaremos nos próximos meses. Alguns favoritos dos jogadores estão de volta, com novidades talvez inesperadas, e, é claro, temos novas civilizações estreando na franquia. A cada expansão, nós sempre buscamos garantir a presença de civilizações que se conectem aos novos sistemas, então haverá algumas que interagem de maneiras interessantes com as novas mecânicas ambientais e com o Congresso Mundial.

Isso é só uma amostra do que está por vir no Civilization VI: Gathering Storm. Temos muito mais para compartilhar antes da expansão sair no dia 14 de fevereiro de 2019, então fiquem ligados nas nossas transmissões e nas redes sociais para saber mais.

Conclusão

Obrigado, Ed! Como podem ver, o Civilization VI: Gathering Storm é a maior expansão que a Firaxis Games já criou para um Civilization. Estamos ansiosos para ver o que vocês acharão dela quando jogarem. Vejam abaixo uma lista completa das novidades:

  • EFEITOS AMBIENTAIS: Vulcões, tempestades (nevascas, tempestades de areia, tornados, furacões), mudanças climáticas, inundações e secas.

 

  • RECURSOS CONSUMÍVEIS E ENERGÉTICOS: Recursos estratégicos têm um papel a mais em Gathering Storm. Agora esses recursos são consumidos em usinas de energia para gerar eletricidade para as suas cidades. No início, você vai prover energia às suas edificações mais avançadas queimando recursos como carvão e petróleo, mas fontes renováveis de energia são desbloqueadas conforme você avança e obtém tecnologias atuais. Suas escolhas quanto ao uso dos recursos terão consequências para a temperatura global, podendo derreter as calotas polares e aumentar o nível do mar.

 

  • PROJETOS DE ENGENHARIA: Transforme o mundo ao redor do seu império para superar condições desfavoráveis construindo melhorias como canais, represas, túneis e ferrovias. Ao estabelecer cidades, considere os riscos de inundações em planícies costeiras, mas tenha em mente que, mais ao final do jogo, novas tecnologias como Barreiras contra Enchentes poderão ser usadas para proteger estes painéis.

 

  • CONGRESSO MUNDIAL: Faça sua voz ser ouvida entre os demais líderes mundiais. Obtenha Favorecimento Diplomático através de Alianças, influenciando cidades-estados, competindo nos Jogos Mundiais e mais. Use o Favorecimento Diplomático para conseguir promessas de outros líderes, votar em Resoluções, convocar uma Sessão Especial para tratar de uma emergência e aumentar o peso dos seus votos rumo à conquista da nova Vitória Diplomática.

 

  • TECNOLOGIAS DO SÉCULO XXI E CÍVICOS:  Uma nova era foi adicionada às árvores de Tecnologia e Cívica. Enfrente os novos efeitos ambientais com ideias especulativas, transferindo sua população para cidades flutuantes e desenvolvendo tecnologias para recapturar as emissões de carbono.
  • NOVOS LÍDERES E CIVILIZAÇÕES:  Nove líderes e oito civilizações novas são apresentadas. Cada um traz bônus e estilos de jogo únicos, além de um total de nove unidades exclusivas, quatro edificações exclusivas, três melhorias exclusivas, dois distritos exclusivos e um governador exclusivo.
  • NOVOS CENÁRIOS:

-    A Peste Negra: A Peste Negra devastou a Europa e o oeste da Ásia na metade do século XIV, matando mais do que qualquer outro evento da história da humanidade. A pandemia matou milhões de pessoas, arrasou economias, desestabilizou dinastias políticas e mudou o mundo ocidental. A sua tarefa é ajudar a sua nação a passar por essa calamidade. Mantenha a sua população viva, sua economia forte e a sua fé inabalada em meio a um mundo de terror e desespero.

-    Máquina de Guerra: No início da Primeira Guerra Mundial, O Exército Imperial Alemão tinha um plano ousado: invadir a Bélgica, que era neutra, e lançar-se contra o território francês antes que eles pudessem mobilizar uma resistência. Obtendo êxito, as forças alemãs capturariam Paris em um mês e acabariam definitivamente com a oposição francesa. Em contrapartida, o comando francês preparou o Plano XVII, uma mobilização totalmente desenhada para enfrentar e deter uma ofensiva alemã. Quando a guerra foi declarada, os dois exércitos entraram em ação, montando uma das mais incríveis e chocantes campanhas militares da história. Neste cenário, os jogadores assumem o lado de uma dessas grandes potências à beira deste mesmo abismo. Como a Alemanha, sua tarefa é tomar Paris. Como a França, sua tarefa é impedir que ela seja tomada. O tempo está passando e o inimigo está em ação. Avançar!

  • MAIS CONTEÚDO NOVO: Sete maravilhas do mundo, 7 maravilhas da natureza, 18 unidades, 15 melhorias, 9 edificações, 5 distritos, 2 conjuntos de cidade, 9 tecnologias e 10 cívicos foram adicionados.
  • SISTEMAS DE JOGO MELHORADOS: O sistema de Espionagem foi aprimorado com novas opções, as vitórias de Cultura e Ciência foram atualizadas, novos Momentos Históricos foram adicionados e outras melhorias foram realizadas a outros sistemas já existentes.

 

Civilization VI: Gathering Storm será lançado para PC Windows em 14 de fevereiro de 2019. Interaja nas redes sociais usando a hashtag #OneMoreTurn, e não deixe de seguir a franquia Civilization para ficar por dentro das últimas novidades e informações do Sid Meier’s Civilization VI.